Destaque da Semana

Destaque da Semana
Silo Global de Sementes de Svalbard

quinta-feira, 5 de outubro de 2017

Nike "Camo" - Camisas III 17.18

Muuuuitíssimo bem.

O Camisas & Manias ainda não havia citado sobre as novas camisas III da Nike em estilo "Camo" - são estilo camuflados - que foi tendência adotada pela marca e inspiradora para camisas "thirds", com ênfase nos clubes patrocinados europeus.

Ei-los:

Atlético de Madrid ... :



BLOG: Creio que podemos mencionar - além do design - como destaque o novo (e bonito!) escudo do clube.

Barcelona ... :



Chelsea ... :



Manchester City ... :



BLOG: Interessante notar que, apesar de parecer, o padrão dos desenhos nos camuflados são diferentes para cada situação ou equipe. São grafismos diferentes aplicados à cada projeto, tornando-os assim, diferentes entre si, no design, mas usando um mesmo layout. Bacana, né?

Inter de Milão ... :



PSG ... :



BLOG: Os acabamentos estão muito evidentes nas camisas. Na minha ótica, o escudo monocromático do PSG é o que ficou melhor; foi o que mais combinou com a idéia e sincronismo do layout.

Roma ... :



Tottenham ... :



BLOG:

Sempre reclamei do estilo "corta e cola" da vírgula para montar projetos de seus clubes patrocinados. Mas, desta vez, tenho que morder a língua. 

Com a imensa plenitude de aplicar um layout padrão à um determinado projeto, neste caso, as novas camisas III dos clubes europeus patrocinados pela marca, houve um acerto incrível, ainda mais que o layout é o mesmo, mas a diagramação é diferente para cada caso. Exemplo tácito disso, é a camisa do Barcelona, onde pode ser ver ranhuras e efeito de "lajotas" entre os camuflados.

As cores aplicadas e trabalhadas também foram felizes em todos os projetos, bem como a harmonização visual, no tocante aos patrocínios.

Parabéns, Nike!!! Desta vez, eu tenho que admitir: Vocês acertaram em cheio!

Nota Final do C&M: 10 com louvor!!!

segunda-feira, 2 de outubro de 2017

Grêmio & Umbro - Camisa III 2017/18

Realmente a Umbro este ano está se superando...


Com inspiração na tradição do Tricolor Gaúcho, a nova camisa III se apresenta predominantemente em azul marinho, contrastando com listras verticais de tons mais claros em marca d’água na frente, detalhes em celeste (barra da manga e barra inferior) dão visual único ao fardamento.


A camisa possui um estilo de gola arredondada de recorte estreito na parte frontal formando visual bem moderno.


A manga estilo "raglan" segue na cor principal (marinho) aplicada à camisa e contrastes celestes nos punhos. O brasão do clube e o logotipo da Umbro seguem versão monocromática em aplicação "twill 3D".


Para contribuir com um design mais limpo para a camisa, todos os detalhes estão em branco, incluindo patrocinador e um escudo "monocromático" do Grêmio, o que deixou a camisa ainda muito identificada com o time gaúcho pelo conjunto de cores perto da tradição do time.



A fonte das letras e números facilitam identificação e leitura de longa distância.


Utilizando tecidos de alta tecnologia, que proporcionam mais conforto e leveza, a camisa se destaca pelo caimento elegante e valorização do "fit" dos atletas.


Custos: Já pode ser adquirido por R$249,90 (com número) e R$239,90 (sem número), além de versões feminina e infantil. Conforme assessoria do clube, já no sábado, foi apontado um giro comercial de mais de 1.500 peças vendidas.

Fonte:

BLOG:

De novo, ela: Umbro.

Este ano tem sido feliz e bastante generoso com as novidades e projetos da marca inglesa. Temos vários novos uniformes lindos, e este terceiro uniforme para o Grêmio não fica atrás.


Projeto moderno, arrojado e de "saltar" aos olhos, e isso, utilizando um layout genérico, assim se dizendo, com um design listrado. 

Mas as cores, ou melhor, a mescla de cores tão combinativas e os detalhes bem trabalhados e pensados, como o escudo monocromático e demais elementos dispostos pela camisa em branco, fazem a diferença e vem tornando a Umbro a "vedete" em lançamentos bem sucedidos.


Sem muito o que apontar ou falar, as imagens se completam. 

Ah, em tempo: Li um comentário na web, de um torcedor, reclamando que as cores fogem do estatuto do clube e etc... 

Mas, tenho que discordar, pois a existência de uma Camisa III nos clubes visa justamente isso - entre outras coisas - em dar liberdade dos designers poderem trabalhar desenhos e cores alternativas para as camisas. Afinal, por ser uma camisa alternativa de terceira opção, pode sim, variar um pouco dos estatutos, sem entretanto, exageros. E assim, ao meu ver, as cores do Grêmio estão aí sim, nesta nova camisa.

 Imagens da camisa em campo: Estréia contra o Fluminense em Porto Alegre.

É uma camisa  linda, um trabalho sublime da Umbro e do Grêmio. A nota do Blog não poderia ser outra:


Obrigado por sua visita. Até a próxima!!!

sábado, 30 de setembro de 2017

Hull City Association Football Club - ING

Olá, pessoal.  Hoje, apresento a 250ª camisa da coleção pessoal do C&M:


O Hull City Association Football Club é um clube de futebol inglês da cidade de Kingston upon Hull, na região de East Riding of Yorkshire. Foi fundado em 1904.

HISTÓRIA ... :

O Hull City surgiu em uma região, onde na época, o futebol não era o esporte com maior número de fãs, dificultada principalmente pelas tradições da cidade, repleta de apaixonados pelo rugby.

Anlaby Road Cricket Ground

Apenas em 1904, com o esforço de alguns jogadores, o time foi formado. Jogava partidas amistosas ​​no The Boulevard (casa do Hull Rugby League Club), Anlaby Road Cricket Ground e Dairycoates.


Como dito acima, o primeiro ano foi marcado apenas por uma série de amistosos, 44 no total.


A Segunda Divisão da temporada 1905/06 foi a primeira disputada pela agremiação, que enfrentou equipes poderosas como o Manchester United e o Chelsea. O quinto lugar foi a classificação final dos Tigres.

Os anos foram passando e o clube se aproximava do acesso à elite inglesa. Destaque para a campanha de 1909/10, quando o Hull garantiu a terceira posição, mas apenas dois times subiram naquele ano. Depois do desempenho satisfatório, a agremiação caiu de produção. Apenas em 1930 as glórias voltaram a aparecer. Famoso pela força de seu grupo, o time chegou às semifinais da FA Cup, batendo gigantes da época como o Manchester City e o Newcastle.

O início do século XXI foi um marco para o Hull. 

Adam Pearson

Com a chegada do diretor Adam Pearson e do treinador Brial Little, o clube foi galgando posições e, na temporada 2007/2008, conseguiu realizar o sonho perseguido por mais de 100 anos - o acesso à elite do futebol inglês.

GALERIA C&M



CURIOSIDADES ... :

A subida da divisão mais baixa do Campeonato Inglês, para a mais alta, em apenas cinco anos, é a terceira mais rápida de toda a história do esporte na Inglaterra. Na temporada 2012/2013, o clube conseguiu novamente o acesso a Premier League.

Com o bom desempenho na FA Cup (2013/14), o Hull City se classificou para a UEFA Europa League pela primeira vez da história.

Ao longo da maior parte da história do clube, o Hull tem usado camisas preto e laranja com calções pretos. Essas cores são o motivo pelo qual o Hull tem a alcunha de The Tigers, lembrando um tigre.

No entanto, o clube na primeira partida contra o Notts County, em 1904, foram usadas camisas brancas, com calções negros e meias pretas.

Durante a sua primeira época na Liga, Hull usava camisas laranja com listras pretas e calções negros, que eles continuaram a usar até a Segunda Guerra Mundial, com excepção de uma época, em que se usavam camisas azul (tom de céu). Na sequência do término da Segunda Guerra Mundial, o Hull continuou vestindo "azul céu", que usou até o início dos anos 1960, quando trocou de volta para listras.

Durante um período de 1980, o vermelho foi adicionado ao kit, mas a sua duração foi mínima.

O início de 1990 apresentou dois desenhos de pele de tigre, que já configuravam em um dos piores artigos de futebol.

Camisa de 1990 ... Muito esquisita mesmo!!!

A temporada 1998-1999 introduziu-se um kit com listras laranja e branco; outra experimentação que se provou impopular.

Depois da virada do século, o clube usava camisa laranja claro até 2004, quando o clube comemorou o centenário usando um kit semelhante ao desenho de 100 anos atrás, camisas listradas em preto e laranja com calções e meias pretas.

Possui uma rivalidade histórica com o York City.


GALERIA C&M



Com um template quase "irmão" da camisa da coleção do blog - Stoke City, a Adidas apresenta uma camisa moderna e atraente. As cores fortes do Hull acabam se mesclando bem ao layout geral da camisa, proporcionando um visual final bem animador. Escudo e logotipo da Adidas são bordados e muito bem finalizados, e o aporte master não prejudica o conjunto.

Estádio ... :

ESTÁDIO KCOM

O Estádio KCOM (também conhecido como Hull City Stadium devido aos regulamentos de patrocínio da UEFA) é uma instalação esportiva multifuncional na cidade de Kingston upon Hull, na Inglaterra.


Era chamado de KC (King Communications) Stadium, mas foi renomeado como parte de uma estratégia comercial dos patrocinadores do estádio - o provedor de telecomunicações KCOM - em abril de 2016.


Concebido no início dos anos 90, foi concluído em 2002. O estádio é de propriedade da Hull City Council e operado pela Stadium Management Company (SMC).

Sua capacidade atual é de 25.400 pessoas (com intuito de chegar a capacidade de 32 mil). 


O estádio recebe duas torcidas: Do clube de futebol Hull City AFC, que trocou seu mando de campo, vindo do Boothferry Park, e o clube da liga de rugby Hull FC, que se mudou do Boulevard. Por ser um estádio multifuncional, também abre as portas para shows musicais, como Elton John e The Who . 

O KCOM Estadium (quando ainda seria KC Stadium) em construção.

A CIDADE ... :

Kingston upon Hull ou simplesmente Hull é uma cidade independente (em inglês: Unitary Authority) no litoral do nordeste da Inglaterra, no condado de East Riding of Yorkshire, estando próxima do rio Hull e do rio Humber. Possui cerca de 260 mil habitantes.

Hull Maritime Museum 

GALERIA C&M


MASCOTE ... :

ROARY, the Tiger

Justamente pelas cores em conjunto com o layout de listras nas camisas que o clube ostenta, o Hull é conhecido pela alcunha de "The Tigers" e possui o Tigre (Roary) como mascote.


Mas, há algum tempo, temos uma companheira para o Roary, a tigresa Amber:


GALERIA C&M



Bem, é notório que não sou muito fã do chamado trabalho "CRTL+C" e "CTRL+V" no tocante à designs. Mas, aqui, há um atenuante, pois as cores ajudaram e o resultado final também. Creio, então, que o maior revés nesta camisa, seja as costas "cruas", sem nada de destaque e somente o espaço para se alocar o numerário de jogo. É um contraste muito forte, ante a frente tão ricamente trabalhada.


EXTRA ... :

BOOTHFERRY PARK

O Boothferry Park era um estádio de futebol na cidade de Hull, na Inglaterra, que era o lar de Hull City AFC entre 1946 a 2002, quando se mudaram para o Kingston Communications Stadium.


Aberto em 1946, foi fechado para o esporte em 2002 e para as ala comercial (supermercados) em 2007.

Foi demolido entre 2008/2010.


O estádio tornou-se carinhosamente conhecido pelos torcedores e adeptos como "Fer Ark" em seus últimos dias, devido à falta de finanças para a sua manutenção. O termo veio justamente porque que apenas essas letras estavam iluminadas num grande letreiro de sinalização: "Bo-o-thFERry pARK ". Antes disso, tinha sido conhecido também de forma "carinhosa" como "Bothferry Park" quando um dos "O" iluminados caiu.


Também era conhecido simplesmente como "BP".

Em anos posteriores, restrições financeiras obrigaram Hull City a permitir que os supermercados Kwik Save e Islândia (Iceland) se incorporassem à estrutura do estádio.


Partes do terreno foram demolidas no início de 2008, mais de cinco anos após o último jogo ter sido disputado lá e o restante em 2011.


Ficou curioso em ver e saber mais do BoothFerry Park? O C&M indica a seguinte página:


Matéria sobre o estádio na época de sua demolição, conteúdo coeso, bacana e apaixonado, com bastante imagens (em tom saudoso) do velho estádio do Hull...

Deixo ainda o site oficial do Hull City:


Agradeço a visita, e até a próxima!