Destaque da Semana

terça-feira, 22 de novembro de 2016

Club Santos Laguna-MEX




Fundação do Clube
04 de setembro de 1983

A vida do clube iniciou-se em meados de 1982, quando o clube Tuberos de Veracruz (que disputava a segunda divisão) deixou de existir.

Antes, para entender: O Instituto Mexicano de Seguridade Social (IMSS) é que na época organizava os torneios de futebol entre as unidades estaduais do país.

Em 1982, José Díaz Coudel (Chefe do Serviço Social da IMSS) comprou uma franquia do Tuberos de Veracruz, e assim o IMSS teria sua própria equipe na terceira divisão mexicana. 

Inicialmente queriam manter o novo clube na cidade de Gómez Palacio (Sede do IMSS), mas por falta de estrutura adequada, acabou por se instalar em Santa Cruz (onde o IMSS tinha um colêonia de Férias) e por isso mesmo o nome do novo clube passou à se chamar Santos IMSS.

Equipe no início da década de 80

Sem sucesso, resolveram retornar com o clube para região de La Laguna, mas como na cidade de Gómez Palacio não havia um estádio apropriado, acabaram por se instalando em La Laguna. 

O nome do time foi alterado para Santos IMSS Laguna, em 1983.



INFOBlog
O nome atual do clube só foi definido em 1984, após o IMSS vender todas suas franquias de futebol (também eram do IMSS o Atlante e o Oaxtepec), e empresários torreoenses compraram o clube e sua designação atual foi definida: Club Santos Laguna.



Mascote do Clube
“GUERRERO” (Ìndio)


Não há uma história definida sobre a origem da mascote do clube. Porém, a mais aceita é que foi oriundo de um dos apelidos/alcunhas de sua torcida: Os “GUERREROS” (Guerreiros).


Como pode ser constatado nas imagens acima, a imagem do índio guerrero (se escreve assim mesmo, sem o "i") é muito utilizado em ações e campanhas de marketing do clube.




Estádio(s)
Estádio TSM Corona
ESTÁDIO CORONA

Capacidade: 30.000 pessoas
Inauguração: 11 de novembro de 2009
Proprietário: Club Santos Laguna


Foi concluída em 2009, tem uma capacidade padrão de 30.000 pessoas (com 20.000 para eventos especiais).

O custo total do estádio foi de US$ 100 milhões de dólares.

O estádio substituiu o antigo Estádio Corona , construído em 1970, com uma capacidade de apenas 18.000.

NOTA: A Paróquia de Todos os Santos é a primeiro no estilo do mundo, localizado no complexo do estádio Corona em um local de esportes e entretenimento, e é o resultado de doações do Territorio Santos Modelo (TSM), seus patrocinadores e apoiadores que concordam com a idéia de dar a fé de um espaço tão importante como o esporte. Tem capacidade para 400 pessoas e pertence à diocese de Torreón.

ESTÁDIO (ANTIGO)CORONA 
Estádio Moctezuma 


Inaugurado em 02 de julho de 1970 (Demolido em 2009), O antigo Estádio Corona (o nome vem mesmo da marca de cerveja) foi um dos menores estádios de futebol do México com capacidade apenas para 20.100 lugares.

Antiga foto do Moctezuma (Corona)

Ele ficava na cidade de Torreón, Coahuila.

Durante sua demolição em 2009

O estádio foi apelidado de "La Casa del dolor AJENO" ("A casa da dor dos outros") pela extrema dificuldade que os adversários do Santos Laguna enfrentavam ao vir jogar em Torreón.




INFOBlog
Como visto mais acima, em 1990, o Grupo Modelo (dono da cervejaria Corona) comprou o clube. 



Site Oficial do clube

***Aqui é uma brincadeira do blog. Como gosto de camisas com números (e a loja que fazia isso aqui fechou) eu pus uma fonte fictícia só para ver como ficaria...


Quero deixar um agradecimento muito especial ao excelente blog 1 (um) time por dia:

Ali encontrei informações importantes para composição deste post.


O futebol mexicano me atrai pela fanatismo de suas torcidas e a paixão que eles tem pelo esporte.

Muito embora, em regiões próximas da fronteira com os Estados Unidos haja, naturalmente, uma afeição por outros esportes do vizinho como beisebol e basquete.

Mas o futebol tem seu espaço apaixonado no país. Essa camisa dos Guerreros é uma das mais bonitas de minha coleção.

Desde o template, passando pela disposição das cores, alocação de patrocínios e inserção dos detalhes e patches.


O conjunto inteiro é harmônico, desde layout e patrocínios, mantendo um mesmo nível de cores, o que deixa a camisa leve e bonita aos olhos.


Talvez a única menção negativa à camisa seja a adoção do modelo de gola. Acredito que se optassem pelos modelos convencionais de gola/colarinho, o conjunto tivesse ficado perfeito.


*** Ahhh!!! Meus agradecimentos, também, ao amigo Diego Roberto.

OBRIGADO pela sua VISITA.
Só tenho à agradecer pelo carinho da sua visita...

Nenhum comentário: