Destaque da Semana

Destaque da Semana
Venda de camisas de futebol

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Independence Day 2 - "Pitaco" C&M

Oi, pessoal... Então... Retomando a seção de bate-papo informal sobre filmes, séries e similares, vamos falar da “bagaça” aqui ó:
Pequena Sinopse:
Vinte anos após a batalha do primeiro filme, os alienígenas retornam à terra.  Apesar de toda evolução tecnológica vivenciada pelo planeta desde então, esta nova incursão alien mostra-se devastadora.  Antigos personagens e novos rostos vão trabalhar para tentar, novamente, evitar o extermínio global.

TRAILER:

Personagens Principais:
Dr. David Levinson – Jeff Goldblum
Dylan – Jessie Usher
Thomas Whitmore – Bill Pullman
Patrícia – Maika Monroe
Jake Morrison – Liam Hemsworth
Dr. Okum – Brent Spiner 
ATENÇÃO ... !!!!  Alerta de SPOILER!!!
Se não viu... Não siga adiante...
Na opinião do blog – ao contrário de muitos por aí – o primeiro filme de 1996 foi um épico. Guardada as devidas proporções, foi (é) um estrondoso sucesso, com as colossais cenas das naves entrando na atmosfera terrestre, bem como, as cenas dos ataques iniciais às cidades e as batalhas posteriores.

As naves cobrindo os céus das principais cidades em ID1 - Ícone!!!

A química entre o personagem de Will Smith (Capitão Hiller) e do Dr. David (Jeff Goldblum) foi um dos trunfos para o sucesso do filme.
Piadas incorporadas no momento certo, cenas de ações bem dosadas.
Por outro lado, a falta de explicações plausíveis do motivo da tal invasão, cenas “forçadas” – por parte, pelo que podia fazer o setor de CGI na época – e alguns diálogos desnecessários foram os responsáveis pelo “senão” do filme. 
Os cinéfilos sempre ficaram ansiosos e desejosos por uma continuação. Por anos, a mídia especializada sempre informando que não estavam nos planos, que não seria viável e etc....
Mas eis que em 2014, começam à circular as imagens e notícias de ID2! 
Já deixamos claro aqui no blog que não somos especialistas, críticos, nada.  Somos simples cinéfilos normais. E nosso bate-papo é tão somente isso: um inocente bate-papo. 
Sendo assim, este é a opinião isolada do blog, respeitando todas as outras que existirem. OK? Beleza?... vamos falar de ID2, então...


Já de cara, fica evidente que uma explicação mais legal poderia ser dada sobre a ausência de Will Smith (que queria absurdos para atuar neste filme!).  Uma morte por acidente em testes com veículo alienígena, sendo que no filme anterior o cara aprendeu à pilotar e manusear em minutos, foi para o espaço, invadiu a nave-mãe, saiu, retornou à terra...  UFA!!! bem... ficou um pouco fora de prumo.


Acreditamos ser um pouco benevolente demais o tamanho da evolução tecnológica do planeta Terra em 20 anos, mesmo com o incremento da tecnologia alien.  Em 20 anos já temos base militar em Saturno (!?!).  Foi um pouco além de nossa realidade.  Na Lua (?), Huuummmmmmm, vai... até aceitável.

Entretanto, algumas coisas ficaram muito bacanas: O estado do ex-presidente Whitmore, o coma do Dr. Okum, depois de ambos terem feito contato físico com a raça alienígena. Aliás, foi imensamente bem aproveitado o papel do Dr. Okum neste filme, frente ao papel bem insosso do primeiro filme.
A idéia de uma das naves invasoras ter pousado na África...
Essa foi tirada da cartola pelos roteiristas, para poder dar um peso significativo na história desta continuação.
Afinal de contas, é através dela que o tal pedido de socorro (?!?!?) é emitido para a “imensamentecolossaleabsurdamenteenormedegrande” nave ceifadeira vir à Terra.  
Mas, peraí !!!!.... Porque só depois de 20 anos esse pedido foi emitido? E logo num 4 de julho!!! OMG!!! 
Será que logo após os eventos ocorridos no primeiro filme, em que o “elo” entre as naves foi desfeito, um pedido de socorro imediato não seria emitido??? Ou... 

Pensando melhor, nos créditos iniciais desta continuação onde temos os “flashbacks” na abertura com o discurso de Whitmore; Ali, naquela sequência de abertura, seria o recebimento do pedido de socorro naquela época? 

Seguindo esta premissa, então os tais vinte anos seriam o tempo de deslocamento da nave ceifadeira de onde se encontrava até a Terra?
Lembrando bem, em alguma mídia na web - não lembramos onde - em algum lugar da NET, havia uma citação que: -“o que seriam 20 anos para nós, seriam somente semanas para “eles”.


A inserção na história de uma nova raça alienígena (digital), que chegaram antes da nave ceifadeira e sem que pudessem expressar algo, ou qualquer coisa, tomaram “tiro, porrada e bomba” de nós... A velha máxima do: -“Atire primeiro, pergunte depois!”
Bem, a figura da “rainha gigante” nos lembrou por demais a idéia do(a) alien gigante do filme Alien vs. Predador... Lembram?

Eu acho que já vi esse monstrengo parecido em outro filme...

Outra coisa que ficou muito repetitivo, foram as tais trocas de “armadilhas”.  A rainha Alien nos “engana” primeiro e depois nós retribuímos montando uma “nova” armadilha de novo... 
– E pior: Ela cai de novo!!!   Affff...!!!
No final das contas, é um filme bacana, moderno (mérito do setor de CGI), e com bastante cenas de ação, mas... não empolga!


Teremos uma continuação, pois o final do filme já deixou isso bem claro. Vamos ter uma espécie de “Star Wars”, pois foi citado que a outra raça alien (digital?!?!) nos quer liderando uma suposta "resistência".
Ah, e claro: Podemos criar um novo feriado mundial para 4 de julho – O dia internacional das invasões alienígenas.

Nenhum comentário: