Destaque da Semana

terça-feira, 7 de março de 2017

Kazu Miura

Experiência e "vontade insaciável de futebol"...
Pela segunda divisão do futebol japonês, o meio-campista Kazuyoshi (Kazu) Miura bateu o recorde de jogador mais velho a entrar em campo em uma partida profissional.
Atuando pelo Yokohama FC, Kazu entrou para o hall dos recordes.
O asiático de 50 anos e sete dias está em sua 32ª temporada e já defendeu as camisas de Santos, Palmeiras, CRB, XV de Jaú e Coritiba.

Longe de querer se aposentar, Kazu, titular da equipe do Yokohama FC, espera continuar ajudando o clube na briga pelo acesso a elite do futebol nacional e agradeceu pelo apoio da diretoria, companheiros de equipe e torcedores.

"Espero continuar lutando com todas as minhas forças com pessoas envolvidas com o clube, meus companheiros de equipe e torcedores que sempre me deram apoio", completou.


Com a camisa da seleção japonesa, Kazu é o segundo maior artilheiro da história com 56 gols marcados em 91 partidas.

A marca de jogador mais velho a atuar em um jogo pertencia ao ex-jogador da seleção inglesa Stanley Matthews, que em 1965 entrou em campo com 50 anos e cinco dias.



Reconhecendo o feito, a FIFA divulgou uma nota parabenizando o feito do japonês.

Kazu Miura superou a lenda em longevidade Stanley Matthews, jogando profissionalmente com 50 anos e sete dias", destacou a entidade.
UM POUCO DE KAZUYOSHI MIURA

Nascido em 26 de fevereiro de 1967, em Shizuoka - Japão.

Kazu deixou o Japão em 1982 para fazer testes nas categorias de base do Juventus/SP, profissionalizando-se aos 18 anos, em 1986 - antes, firmara um contrato amador com o Moleque Travesso.

Depois, no Santos, Kazu se tornaria o primeiro japonês a jogar no Brasil, sendo cedido ao Palmeiras - quando o Verdão fazia uma turnê de amistosos no Japão - e ao Matsubara/PR, ambos no mesmo ano de 1986.



Em 1987, continuava ganhando as manchetes ao ser o primeiro jogador asiático a defender um clube nordestino, neste caso, o CRB de Alagoas.

Passaria também por XV de Jaú/SP e Coritiba/PR.

Sendo que no clube paulista marcou seu primeiro gol como profissional, e no paranaense conquistou seu primeiro título, o estadual de 1989 ao lado de Osvaldo, Carlos Alberto Dias, Serginho, Tostão e Chicão, além do técnico Edu Coimbra.

De volta ao Santos em 1990, encerraria o ciclo no Brasil no mesmo ano, e regressou ao Japão para defender o Yomiuri (atual Tokyo Verdy), que pouco tempo depois se tornaria Verdy Kawasaki.

Kazu estreou pela Seleção Japonesa em 1990, disputando três partidas naquele ano. Seu primeiro gol foi marcado em 1992, contra a Coreia do Norte.

O primeiro título dele com os Samurais foi a Copa da Ásia de 1992.

Curiosidade: Kazu esteve a um passo de disputar a Copa de 1994, e a vaga era considerada certa por todos os japoneses - o meia-atacante chegou a marcar 16 gols, 14 somente pelas Eliminatórias - seus companheiros seguravam o 2 a 1 até o final do jogo contra o Iraque, quando Jaffar Salman marcou o gol que decretou a eliminação japonesa.

Atuaria também pelo Genoa (empréstimo), Croatia Zagreb, Kyoto Purple Sanga e Vissel Kobe até 2005, quando, aos 38 anos de idade, foi contratado pelo Yokohama FC.
No final deste ano (2005), foi emprestado ao Sydney FC da Austrália para a disputa do Mundial de Clubes.



Atualmente, joga novamente pelo Yokohama FC.

O C&M parabeniza Kazu pelo feito e deseja que muitos e muitos jogos ainda venham, antes de sua saída dos gramados!!!




Abraços e até a próxima, pessoal!!!

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...