Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish

sábado, 23 de setembro de 2017

Yang Kyoungjong

YANG KYOUNGJONG

Yang Kyoungjong foi um coreano que durante o decorrer da 2ª Grande Guerra Mundial lutou em 3 exércitos diferentes: O Exército Imperial Japonês, O Exército Soviético e por fim, na Wehrmacht alemã (OstBattalion).

Com isso, foi o único soldado a lutar em vários lados numa mesma guerra, e ganhou notoriedade. Esse é o resumo de sua história...

Yang (no destaque) em pé, durante a sua captura na França, lutando pela Alemanha

Nascido em março de 1920, a incrível trajetória de Yang se inicia em 1938 - aos seus 18 anos - época que se encontrava na região da Manchúria, e acabou sendo recrutado pelo Exército Kwantung, corpo integrante do Grande Exército Imperial Japonês para lutar contra a União Soviética.

Na época, a Coréia era governada pelo Japão.

Durante as batalhas de Khalkin Gol, foi capturado pelo Exército Vermelho Soviético e remetido para campos de trabalhos forçados. Entretanto, por conta da enorme escassez de mão-de-obra e soldados enfrentada pela União Soviética ante sua árdua luta contra a Alemanha Nazista, no ano de 1942, Yang foi recrutado à força (isso, ou a outra opção era nada menos que o fuzilamento) e enviado para frente de combate oriental européia juntamente com outros milhares de prisioneiros.


Em 1943, novamente, foi capturado por soldados da Wehrmacht no leste da Ucrânia durante a Terceira Batalha de Kharkov, e então também foi pressionado e recrutado à força para lutar, agora, pela Alemanha. 


Yang foi enviado para a França ocupada para servir em um batalhão de prisioneiros de guerra soviéticos (OstBattalion) conhecido como um "Batalhão do Leste". Na França, foi alocado na península de Cotentin, na Normandia, perto da Praia de Utah.


Após os desembarques do Dia D no norte da França pelas forças aliadas, Yang foi (de novo!) capturado por pára-quedistas do Exército dos Estados Unidos em junho de 1944.

Os americanos inicialmente acreditaram que se tratava de um japonês em uniforme alemão; na época, o Tenente Robert Brewer, do 506º Regimento de Infantaria de Paraquedismo, integrante da 101ª Divisão Aerotransportada, informou que seu regimento capturou quatro asiáticos em uniforme alemão após os desembarques de na praia de Utah e que inicialmente ninguém conseguiu se comunicar com eles.

Outro batalhão alemão de prisioneiros ou desertores

Yang foi enviado para um campo de prisioneiros na Grã-Bretanha e mais tarde transferido para um acampamento nos Estados Unidos.

Outros soldados coreanos capturados na praia de Utah em 1944

Depois que ele foi libertado no final da guerra, ele estabeleceu-se em Illinois, onde morou até sua morte em 1992, aos 72 anos.

Dúvida: Em dezembro de 2005, o canal SBS (Seoul Broadcasting System) exibiu um documentário sobre a real existência dos soldados asiáticos que serviram para Alemanha nazista e foram capturados pelas forças aliadas.

Foto: Soldados Coreanos na Wehrmacht

O documentário concluiu que, apesar do fato de que havia realmente soldados asiáticos no exército alemão durante a Segunda Guerra Mundial, não havia evidências claras que indiquem a existência de um indivíduo chamado Yang Kyoungjong.

Filme: A história de Yang gerou um filme, "My Way".


Cena de My Way: Yang é capturado pelos alemães

Nenhum comentário: