Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish

quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Guardiões da Galáxia vol. 2 - "Pitaco" C&M


Sinopse

Depois de um trabalho para o povo "Soberano" o grupo se vê perseguido pelos seus contratantes, após Rocket confessar que roubou algumas das baterias - as mesmas que eles haviam sido contratados para proteger...

Baby Groot em cena nos créditos iniciais

Juntamente com Nebulosa - recompensa ofertada pelos Soberanos pelo trabalho - acabam embarcando numa jornada pessoal de Peter, quando o Ego (Pai de Peter) cruza seu caminho. Mas os Guardiões vão descobrir que nem tudo é o que parece, e que a verdadeira família pode estar mais ao lado do que se pensa, até mesmo quando inimigos se transformam em aliados (mesmo que temporários).

Elenco (Principal)

Chris Pratt....................... Peter Quill/Senhor das Estrelas
Zoe Saldana.................... Gamora
Bradley Cooper............... Rocket Raccoon (Voz)
Dave Bautista................. Drax, o destruidor.
Vin Diesel....................... Groot (Voz)
Michael Rooker.............. Yondu Udonta
Karen Gillan .................. Nebulosa



Kurt Russel..................... Ego
Sylvester Stallone........... Stakar Ogord
Pom Klementieff............. Mantis

TRAILER


AVISO do C&M: As observações e notas do blog, não são, de maneira nenhuma, o retrato ou consenso comum de opinião. É só uma simples e humilde opinião do blog, na forma de um simplório bate-papo cinéfilo.

< ALERTA DE SPOILER! >

Guardiões da Galáxia foi uma das maiores surpresas do ano, em relação aos filmes do Universo Marvel. Foi positivamente avaliada e recebida por fãs e cinéfilos por todo mundo e também teve uma excelente recepção por parte da crítica especializada.

Evidentemente, após essa estrondosa performance, a curiosidade e ansiedade pela continuação da franquia era óbvia.


Graças ao bom Deus, diferentemente de Independence Day, aqui, com Guardiões, houve um êxito merecido, excetuando-se por pequenos deslizes.

Logo no início com a ação frenética nos créditos iniciais, já temos o tom do filme.

Baby Groot praticamente fazendo uma "extensão" da cena final do filme anterior - inclusive com direito à famosa "paradinha/estátua" na frente de Drax, enquanto os demais estão envolvidos em derrotar um monstro inter-dimensional, à pedido de Ayesha, líder dos Soberanos. 


Depois, o filme passa à tratar quase absolutamente das origens de Peter, quando seu pai, o Ego - um dos Celestiais - espécie de seres divinos, tão antigos como o Universo - Cruza o caminho do grupo, salvando-os de naves drones dos Soberanos que estavam perseguindo-os. Após este incidente, Ego convida Peter e os seus amigos para ir ao planeta Ego - que na verdade é onde está a centelha de vida do pai de Peter.

Sua forma humana é uma materialização para que pudesse viajar pelo espaço e conhecer e interagir com outras formas de vida, como a mãe de Peter no passado. Aliás, antes, no prefácio do filme, temos umas cenas rápidas de Ego e Meredith Quill, quando vemos a tal muda de planta espacial plantada na Terra.

Mas, depois de um tempo, a verdade é exposta.

Ego na verdade teve milhares de filhos, com milhares de parceiras no Universo com a intensão de que o poder fosse repassado e nascesse um segundo Celestial. Todos os "filhos" sem o poder foram mortos sem piedade, e quando Ego descobriu que Peter segurou uma "jóia do infinito" sem morrer em Xandar, concluiu então, que havia achado o filho com o poder.

Muito bem... Temos durante o filme a inserção de novos personagens, como Mantis, por exemplo.

Conflitos entre os próprios Guardiões, com Rocket procurando ter mais atenção do grupo, e Gamora e Nebulosa tendo DR's fraternais e etc...

Mantis e Drax: Protagonizam algumas cenas engraçadinhas do longa...

Ah, sim! Nebulosa atua mais nesse filme. Deram mais espaço para Karen Gillan (a Amy de Doctor Who), com foco nos conflitos não resolvidos com Gamora e que neste volume dois a temos mais como aliada do que como inimiga dos Guardiões. O embate entre as duas nas cavernas de Ego é imperdível.


Outro personagem que também tem uma espécie de redenção é Yondu. Ele havia sido exilado pelo lider dos saqueadores, Stakar Ogord (Stallone), justamente por ter quebrado a regra de "não sequestrar crianças". Yondu sempre guardou este ressentimento com tristeza, e nesta história, ele acaba por se sacrificar no planeta Ego para salvar Peter - que finalmente descobre que Yondu nunca o entregou ao Ego por ter aprendido a amá-lo e considerar um filho.


Rocket avisa à Stakar sobre este gesto de Yondu, e no momento do funeral, todas as naves de saqueadores aparecem para realizar o "Funeral de Saqueador", rito especial dedicado aos saqueadores. Com isso, Stakar mostra que reconsiderou e com base no gesto supremo de sacrifício de Yondu, o reiterou ao posto de saqueador póstumo novamente.


O plano de Ego cai por terra, quando Peter descobre que seu pai causou, deliberadamente, a morte de sua mãe. Aí, temos as cenas finais, com muita ação, como de praxe na franquia e muita comédia. Ah, aqui...

Vamos falar do tal pequeno deslize.

Como lá no primeiro filme, as piadas rápidas e bem alocadas fizeram muito sucesso, a produção exagerou e pôs muitas - mas, muitas - piadas deste tipo neste filme. Ok... Não chegam à prejudicar, de maneira nenhuma, o resultado final espetacular, mas em certo momento, enjoam. Praticamente, "take sim", "take não", temos uma piadinha, ou uma pegadinha... Algumas são excelentes!...


A sequência dos saqueadores sendo "judiados" por Rocket (imagem acima) na floresta é sensacional. Tal como, as cenas de Baby Groot no coração do planeta Ego, com a indecisão de qual botão à apertar na Bomba... Muito Show!

Baby Groot: - Eu sou Groot ... Ops... traduzindo ... Qual botão devo apertar???

Mas, repito, um pouco menos de piadas, seria bom... 

No cômputo geral, o filme é sensacional. As expectativas foram saciadas e fica agora, a ansiedade e espera para a provável aparição deles em Guerra Infinita I e II. E depois, para mais filmes solo. Lembrando que teremos ainda o primeiro filme solo de Pantera Negra, e Thor - Ragnarok...

Elenco na SDCC-2017 ... E Michael Rooker "encarnado" como Yondu ... Legal!

Muita coisa boa no Universo cinematográfico Marvel vem por aí...

Os famosos créditos finais. Guardiões da Galáxia - volume 2, creio, foi um dos filmes da Marvel que mais trouxe cenas pós-créditos. além da graça dos próprios créditos. Vale a pena ficar e ver:

- Kraglin inicia o aprendizado em operar a temível flecha de Yondu, com um resultado não muito bom para Drax...
- Stakar aparece, efetuando a união entre os saqueadores.
- Groot está crescendo e entra na fase adolescente, e com o comportamento e manias típicas do processo.
- Ayesha aparece olhando para uma das câmaras artificiais. Conversa com outra Soberana sobre sua criação, chamando-a de Adam*.
- Stam Lee que já havia aparecido em cena dentro do filme, retorna no mesmo cenário conversando com um grupo de Vigias**.


* Muito provavelmente, será o personagem Adam Warlock.
** Vigias: Raça muito poderosa do Universo Marvel. Entretanto, eles não interferem em eventos, somente registrando. (Exceção: Uatu - Vigia do perímetro da Terra, que interferiu em alguns casos e foi punido).

ABRAÇOS, e obrigado pela companhia !!!

Um comentário:

Camila Coutinho disse...

Guardiões da Galáxia Vol. 2 é uma continuação com voz própria, uma aventura espetacular, com personagens singulares, um visual estonteante, um forte senso de altruísmo e momentos inesperadamente emocionantes, acho que é um dos melhores filmes de Zoe Saldana, recém a vi no filme A Lei da Noite, sendo sincera eu acho que a sua atuação é extraordinário, em minha opinião é a atriz mais completa da sua geração, mas infelizmente não é reconhecida como se deve.