Destaque da Semana

Destaque da Semana
Venda de camisas de futebol da coleção C&M

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Camisas e Manias em Maringá




Após uma semana de ansiedade, finalmente embarquei num lindíssimo Paradiso 1200 G7 da Viação Garcia, em Curitiba rumo à cidade canção ! 


Como bom busólogo não posso deixar de comentar : Como ficou linda esta versão da Marcopolo. Super confortável, silencioso, e neste carro a opção de conexão wireless ! Abaixo uma foto :

 Crédito de Wellington Santos

Exatamente às 06:00 hs da manhã desembarquei na moderna e bonita rodoviária de Maringá.

O dia estava se iniciando de forma linda, com céu azul profundo e uma temperatura bem amena, o que provocou neste mochileiro uma vontade imensa de sair caminhando à “esmo” pela bela Maringá, e vê-la aos poucos acordar e ganhar vida em suas ruas naquele sábado.   Mas uma situação bem cômoda, principalmente para os visitantes recém-chegados, é um mini-mapa que há nas pilastras da rodoviária.  


Nele, aparecem as ruas principais, bem como pontos de interesse.

Depois de cerca de 10 minutos de caminhada, encontrei uma simpática padaria e degustei um delicioso café da manhã.   Um dos pontos positivos da cidade é a comunicação e receptividade.   Tanto nas ruas como nos comércios fui sempre bem atendido, com retorno de expressões convidativas e alegres das pessoas.  Ponto positivo ao povo maringaense.


Um outro comentário que não posso deixar de fazer é sobre a amplitude das avenidas centrais da cidade.  Todos largas, com 2 ou três faixas de rolamento de cada lado, e por vezes com canteiros centrais arborizados.
 
Depois disto, em pouco tempo, estava em frente ao Terminal Urbano de Maringá, onde pude saciar meu lado busólogo, com fotos dos ônibus que rodam na cidade.

A cidade possui um certo monopólio no seu transporte coletivo.  As linhas são da TCCC ( Transporte Coletivo Cidade Canção ) que opera em toda Maringá.


Nas fotos acima, capturei em primeiro plano, acima, um Citimax da Cidade Verde, que aliás tem um desenho de ID muito bonito.   Foi dos que vi rodando na cidade qua mais chama a atenção ( exceção ao ID da Garcia no estilo patriótico ), e logo abaixo um Torino G7 da Cidade Canção, empresa que mais aparece na cidade. Ambas são do grupo TCCC.

Andando mais um pouco, me deparo com o estádio Willie Davis, que está passando por obras e por isso, fechado para visitações.  Mas tirei umas fotos do entorno, em dia de feira. 


Uma coisa que impressiona, e muito, são os setores das arquibancadas cobertas.  Muito bonito.


Retornando em direção à Catedral, meu próximo ponto de visitação, passo por uma praça ao largo do terminal rodoviário, onde ficam os pontos dos ônibus intermunicipais da Garcia para os municípios vizinhos e lindouros. 

Nesta praça, há um anfiteatro, que infelizmente não está muito bem cuidado.  Mas mesmo assim, é muito bonito.  Mereceu algumas capturas :


E ali, tirei a foto de um Urbanuss Pluss Truckado, com as “cores patrióticas” da Viação Garcia.  Mas posso falar... Chama uma atenção do caramba este busão nas ruas...


Ah, aqui vale uma dica bacana aos mochileiros de plantão : Os hotéis com custos mais em conta estão nas imediações do terminal urbano.  A média do valor de diárias podem variar entre R$ 35,00 à R$ 70,00.

Chego então no principal ponto turístico da cidade : A Catedral Basílica Menor de Nossa Senhora da Glória, que é o segundo monumento mais alto da América do Sul com 124 metros de altura. 


É de cair o queixo a imponência da Catedral.   O seu entorno também é muito bonito, formando um conjunto bem harmonioso.


Seu interior é amplamente rico em detalhes, mas não pude acessar o topo pois encontrava-se fechado para os trabalhos de decoração para as festividades natalinas.


Realmente havia uma equipe de rapel fazendo estes trabalhos, como captei em uma das imagens.

Após esta parada, pus-me à caminho do local do encontro, e passei ainda pelo Parque do Ingá, que para meu desalento estava fechado por motivo de obras de recuperação. ( Acho que não foi um bom final de semana para visitar os atrativos da cidade ). 


Mas ainda assim captei algumas fotos, com ênfase para o “orelhão-onça”, e da locomotiva que há no interior do parque.


Os detalhes do 1º encontro e exposição de colecionadores de Camisas de Maringá você encontrará mais à seguir neste post.

No meio da tarde, me ausentei um pouco do encontro para ir no city-tour que sai em frente à catedral às 15:00 horas (horário único), aos sábados, domingos e feriados.  Fui, neste dia, o único passageiro, e o condutor foi extremamente profissional ao fazer questão de realizar o passeio comigo, mesmo nestas condições.  Efetuando o pagamento de R$ 2,00 (isso mesmo!), fui conhecer os principais pontos turísticos de Maringá.






O mural artístico mostra a evolução da cidade, e ocupa quase dois quarteirões de rua, e para minha alegria, está sendo poupada pelos vândalos.




No interior do teatro Calil Haddad estavam ocorrendo as duas exposições retratadas nas imagens acima.   Dentro do teatro ainda, encontramos os painéis de Poty.




O Parque do Japão é um projeto desenvolvido pela prefeitura de MAringá em parceria com a equipe da cidade de Kakogawa, no Japão.  É uma homenagem aos 100 anos da imigração japonesa no Brasil. Com 100 mil metros quadrados, será um complexo turístico, cultural e esportivo.  E o bairro à sua volta também está ganhando com isso, em urbanismo e infra-estrutura.




As imagens acima são do templo Diocesano N.Sra. de Fátima.  Destaque para a gruta subterrânea que contém as imagens sacras.





******


O encontro rolou de 11:00 ás 22:00 horas no Shopping Park Maringá, no piso dos cinemas e da praça de alimentação.  A rotatividade de pessoas era grande, e o ponto em que estávamos era passagem obrigatória das pessoas que queriam se dirigir aos pisos inferiores pela escada rolante.


Cheguei ainda na fase final de arrumação das peças nos cabibdes e araras e timidamente alguns colecionadores foram chegando, e em questão de tempo, já haviam camisas e mais camisas de todos os gostos para se apreciar.

Camisas histórias e relíquias como as do Ermínio, em estilo retrô, do Santos, Seleção Brasileira e uma do Cosmos com dedicatória de Pelé.



Camisas do “Clássico do Café” : Londrina e Grêmio Maringá, lado à lado, revivendo tempos áureos.



A galera foi chegando, curiosidade aflorando a pele, e mais colecionadores aos poucos se animando e abrindo as mochilas de onde saiam verdadeiras raridades.


A RIC TV local foi a primeira à gravar uma reportagem com o pessoal, inclusive com este blogueiro que vos fala.  A entrevista saiu meio que na base da gagueira, mas saiu.


E assim rolou, durante todo o dia, para alegria de nós colecionadores e entretenimento dos visitantes do shopping.




A RPC também gravou uma reportagem mais à noite com os demais colecionadores lá presentes.



E algumas permutas foram realizadas.  Vi camisas sendo trocadas e negociações ocorreram, inclusive comigo e o amigo Carlinhos.   Voltei de Maringá com 3 camisas na mala e 2 no “forno” que chegaram nos últimos dias.



Termino postando a imagem  do "time" :


E depois de um dia cansativo, mas extremamente gratificante, deixei Maringá às 23:00 com o amigo Ermínio de volta para Curitiba.   Ficou uma experiência muito positiva, e os grandes amigos que fiz lá.  

Já estou contando os dias para os próximos encontros.

Nenhum comentário: