Destaque da Semana

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

C&M "bate e volta" no Rio de Janeiro (Parte 4-FINAL)


PARTE 4 – O regresso, via Aparecida

Três da “madruga” o celular toca, com as meninas avisando que já estavam voltando da cidade do Rock. Aquela arrumada básica em tudo, check out no hotel e rumo à Botafogo, esperar no ponto de encontro, em frente ao Shopping Rio Sul:


Tudo mais ou menos certo (Eu teria imagens do Rock in Rio para postar, mas infelizmente as meninas foram assaltadas lá, assim, como diversas outras pessoas, e os celulares foram embora, junto com as imagens), às seis já estava cortando a Dutra retornando para o Sul...


Acima: Na Dutra, cruzo com um ônibus da Viação São Francisco, na altura de Seropédica... Uma das artes mais coloridas e bacanas dentre as empresas da região metropolitana do Rio de Janeiro que ainda não adotaram a padronização visual (Graças à Deus!).


Primeira parada: Graal Shopping Itatiaia. E ali, encontro uma belo carro da Turística Rio Preto, lá se SJRP, terra do meu amigo Luis Henrique...

APARECIDA

Minha primeira vez no Santuário de Nossa Senhora Aparecida. Confesso que ultimamente minha fé precisa de ânimo, mas é impossível não afirmar que o lugar é extremamente forte e energético!


A quantidade de romeiros é impressionante, fantástico.




E outra... Lá é a “Meca” dos busólogos também, pois há centenas ônibus nos estacionamentos, de diversas empresas e modelos diferentes que se possa imaginar!


Eu realmente não sabia para onde apontar o celular... rsrsrs...


A imponência do santuário é algo avassalador. A riqueza dos detalhes, a fé que emana das pessoas... Impressionante.







INFORMATIVO C&M:

O Santuário Nacional já foi mostrado aqui no blog, na seção VITRAL da SEMANA, e se você não viu, pode  rever o resumo de sua história e informações acessando através de um clique AQUI, ou no link abaixo:


A Rô no seu momento de fé.


E no caminho para visitar a famosa “sala dos Milagres”,  me deparo como “DEVOTÃO”, este simpático MB na pose acima...

A SALA DOS MILAGRES


É a parte do santuário destinada à expor alguns dos objetos trazidos pelos devotos que alcançaram alguma graça, em sinal de agradecimento à Padroeira. Pode-se ver de tudo ali no acervo, tudo. Miniaturas, próteses, tijolos, bandeiras, camisas de futebol...  Há de tudo! As imagens falam por si:






Anexo à sala, em outro cômodo, é possível visualizar uma pequena exposição de peças e telas, retratando a história da descoberta da imagem da padroeira:




Havíamos previsto uma parada em Aparecida de aproximadamente 1 hora, mas já estávamos ali há quase 2 horas, e por isso, tivemos que apressar um pouco nossa estadia, pois queríamos chegar em Sampa para almoçar.


Já no centro comercial ao Ponto de Apoio ao Romeiro, deparei-me com este Porsche Spider 550, em exposição solidária. Legal, né?

Visão panorâmica do Centro de Apoio ao Romeiro. Detalhe: Estão vendo aquele morro lá atrás, próximo da cúpula branca, com alguns veículos? Adivinhem onde está nosso carro?... Acertaram!



Uma escultura enorme da Padroeira se encontra em uma elevação do outro lado da Dutra, onde outros romeiros vão cumprir mais promessas. Em cunho turístico, fiquei imaginando um teleférico do Santuário até a imagem... Seria muito bacana!

Mais umas fotos busólogas enquanto me encaminhava para buscar o carro...


Esse lindo G7 da Saens Peña me fez recordar minha adolescência no Rio... Certa vez, um ônibus já com esta padronização foi fretado para uma ida à Teresópolis... Ô tempo bom!

Depois de quase “pôr os bofes para fora” numa subida que não acabava mais, carro e pé na estrada! Em Sampa, na Dutra, registrei este lindo LD da Valdi Tur de Blumenau. Me acompanhou por um bom tempo, até quase Juquitiba... 




E por conta do horário, decidimos passar direto por Sampa e parar no Graal em Registro, mas, entretanto, na Serra do Cafezal (para variar) nos deparamos com um congestionamento monstruoso... Por isso, paramos na primeira rede que encontramos, e se não me engano em Juquitiba:

Não peguei o nome da parada, mas registrei este aquário lindíssimo do saguão de entrada e...

... Este pequeno notável que vinha do Rio de Janeiro. Muitos dos ônibus no trecho eram provenientes do Rock in Rio.

Daí em diante, todos no carro caíram no sono e eu percorri o trecho final até Curitiba sozinho ao volante. Ainda registrei este lindo LD G6 da Rodocide em Barra do Turvo:


Uma constatação interessante: as pessoas sempre falam que o retorno de uma determinada viagem parece ser mais rápida... E esta sensação é verdadeira. Início de noite, estávamos de volta em Curitiba. 

* * * * *
Obrigado pela Visita !!!

As outras 3 partes integrantes desta viagem, você pode acessar diretamente clicando nos links abaixo:



Nenhum comentário: