Destaque da Semana

Destaque da Semana
Silo Global de Sementes de Svalbard

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Grêmio Esportivo BRASIL-RS


Vem lá do Rio Grande a camisa do próximo ensaio. Também adquirida de um amigo lá do CF.



Ø Fundação do Clube...
07 de Setembro de 1911 (100 anos).


Ø Você sabia?...
A história do clube teve início após de uma divergência entre dirigentes e jogadores do Sport Club Cruzeiro do Sul, que era mantido e dirigido por funcionários da Cervejaria Haertel. Dois atletas do Cruzeiro do Sul, Breno Corrêa da Silva e Salustiano Brito, resolveram então, marcar uma reunião de fundação de um novo clube. Nascia o Grêmio "Sportivo" Brasil.


Ø Mascote do Clube...
Índio Xavante.



A escolha do Índio Xavante como mascote rubro-negro passa pela rivalidade do GE Brasil com o EC Pelotas.

Aconteceu em 1946, em um clássico Bra-Pel que decidiu o título do Campeonato Citadino daquele ano. O time da Baixada, que estava jogando fora de casa, foi para o intervalo perdendo por 3 a 1 e com um jogador a menos em campo. Na volta para a segunda etapa tudo parecia perdido. O técnico Teté, que comandava o Brasil naquele jogo, chegou até ameaçar tirar a equipe de campo. Mas os torcedores rubro-negros não deixaram, e pelo contrário, empurraram o time para uma virada histórica. A partida terminou num impressionante 5 a 3.


Após o apito final, a torcida vencedora não se aguentou nas arquibancadas, atropelou o alambrado e invadiu o campo para comemorar. Vendo toda aquela euforia, quase que descontrolada, um dirigente áureo-cerúleo comparou a festa em vermelho e preto ao filme "Invasão dos Xavantes" (em cartaz nos cinemas de Pelotas na época) dizendo: -"eles foram um bárbaros ao final do jogo, pareciam uns Xavantes!". A torcida rubro-negra ignorou o tom pejorativo da expressão e adotou a simpática e querida figura do Índio Xavante como mascote do Brasil.



Ø Você sabia?...

As cores iniciais da camisa do Brasil seriam verde e amarela. Possivelmente, a escolha tenha sido o primeiro fato histórico da rivalidade com o Esporte Clube Pelotas, pois o fardamento de ambos era muito semelhante. Por isso, o Brasil resolveu adotar as cores do Clube Diamantinos (vermelho e preto), já que o Pelotas havia escolhido as cores do Clube Caixeral (azul e amarelo) para seu uniforme.



Ø Estádio(s) do Clube...
Estádio Bento da Silva Freitas (Baixada)
Capacidade: 18.000 pessoas.



Inauguração: 23 de Maio de 1943.





Ø Você sabia?...
Em 1950, o Brasil excursionou ao Uruguai para enfrentar a Seleção local, que preparava-se para a disputa da Copa do Mundo de 1950. De forma histórica, venceu a Celeste Olímpica em pleno Estádio Centenário por 2x1, gols de Darci e Mortosa. Essa mesma Seleção Uruguaia seria campeã mundial poucas semanas depois, vencendo a Seleção Brasileira em pleno Maracanã.



Um dos principais clássicos gaúchos e que divide a cidade de Pelotas. O GE Brasil é rival histórico do EC Pelotas.


Outro rival do Xavante é o Grêmio Atlético Farroupilha. As partidas entre o Xavante e Fantasma, são conhecidas como Bra-Far.


Detalhe lateral da camisa
 (Este tecido poroso foi muito utilizado pela Placar em vários projetos)

Ø Você sabia?...

O escudo do GE Brasil foi desenvolvido por Paulo Viola, no final da década de 1930. O desenhista elaborou o distintivo para atender a um pedido do então presidente Xavante, Bento Mendes de Freitas. Originalmente, o emblema continha no centro as letras GSB, de Grêmio Sportivo Brasil, o nome de fundação do clube. Só no início da década de 1940 o “Sportivo” foi aportuguesado para “Esportivo” e o “S” do distintivo rubro-negro foi substituído pelo “E”, ficando com a atual sigla: GEB.

Em dezembro de 2009, por uma iniciativa do Depto. de Marketing do clube, o brasão rubro-negro passou por uma sutil padronização técnica. 


Pequenas mudanças tornaram o escudo mais moderno e funcional, facilitando a aplicação dele nos mais diferentes produtos e peças institucionais e publicitárias. Com a intenção de criar simetria e harmonia entre todas as formas do distintivo, todas as linhas e os traços foram alinhados, redimensionados e realocados nas devidas posições.



Ø Você sabia?...
A seleção brasileira de 1920 recebeu o primeiro jogador de Seleção de um clube gaúcho, Alvariza, do Grêmio Esportivo Brasil.



O dia mais triste dos Xavantes

Um ônibus no qual havia 31 pessoas da delegação do time caiu de um barranco em Canguçu (293 km de Porto Alegre) na noite do dia 15 de janeiro de 2009, no km 150 da BR-392. O acidente, infelizmente,  resultou no falecimento do atacante uruguaio Claudio Milar, ídolo da torcida, com 111 gols marcados pelo xavante, do zagueiro Régis Gouveia Alves, e do preparador de goleiros Giovane Guimarães. Outras 20 pessoas ficaram feridas no acidente. A equipe retornava de um jogo-treino na cidade de Vale do Sol, onde havia vencido o Futebol Clube Santa Cruz por 2 a 1.

Gosto muito do trabalho da Placar. Em todas as camisas de clubes que forneceu e tive a oportunidade de ver, sempre achei seus projetos bonitos, elegantes e modernos. A minha primeira camisa da Placar na coleção foi uma do Criciúma, e agora incorporo esta do Xavante. Este template é bacana, bonito, e valoriza as cores do clube nesta camisa away. Gola tradicional, bem legal. Escudo bem trabalhado e bem bordado. O tecido poroso da lateral cai muito bem no projeto. Molde e corte são confortáveis. Todos os patrocínios acompanham e são harmônicos com a camisa. Fonte às costas no estilo mais tradicional. Bonito.

Não encontrei, em um primeiro momento, elementos negativos na camisa.

Muuuito obrigado por sua visita.  Até a próxima, tchau!



Nenhum comentário: