Destaque da Semana

Destaque da Semana
Silo Global de Sementes de Svalbard

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Kowloon Walled


Kowloon Walled, na China, foi por algum tempo o lugar mais densamente povoado da Terra, onde chegou à comportar próximo de sua demolição (1993) mais de 50 mil pessoas vivendo juntas e lotando apenas alguns poucos quarteirões.

Todas as fotos que você verá a seguir foram tiradas pouco antes dela ser demolida, em 1993/1994. 


Este incrível (mas bizarro) fenômeno populacionou chegou a colocar cerca de 33 mil famílias e algumas empresas em mais de 300 edifícios interligados, todos contruídos sem nenhuma colaboração de arquitetos ou especialistas, sofrendo todos os dias inúmeras alterações estruturais de forma totalmente aleatória, sem especificações técnicas numa área de apenas 0,03 KM².


A “Kowloon Walled City” estava localizada à porta de Hong Kong, e a China estava ao encargo do Reino Unido. No passado a região de Kowloon Walled funcionava como um porto de vigilância para proteger a zona contra piratas.


Kowloon Walled em 1898



Foi ocupada pelos japoneses durante a segunda guerra mundial e posteriormente, com o fim do conflito foi sendo, gradativamente, ocupada pelos sem abrigo.


Com o crescimento desproporcional, e desordenado, tanto a China como o Reino Unido não queriam ter responsabilidades por esta cidade, portanto, tornou-se uma cidade totalmente sem leis oficiais.

Entre 1950 e 1970 foi controlado por TRÍADES e alcançou altíssimos índices de prostituição, jogos de azar e uso de drogas.

Diagrama artístico dos cômodos em Kowloon Walled

A sua população foi aumentando durante décadas até atingir os cerca de 50 mil habitantes tornando-se, assim o local com a maior densidade populacional na história da humanidade.


Os edifícios foram crescendo, e apesar de não excederem os 14 pavimentos*,  eram construídos tão juntos, tão aglomerados, que a luz do sol não conseguia atingir os andares mais baixos dentro da cidade.


*NOTA: Por causa da proximidade com o aeroporto KAI TAK, distante menos de 1 quilômetro ao sul de Kowloon, os edifícios estavam terminantemente proibidos de ultrapassar os 14 andares.

Por conta da crescente escuridão, toda a cidade teve que ser iluminada por lâmpadas fluorescentes em períodos vitalícios, ou seja, 24 horas por dia. 


Suas milhares de vielas e becos raramente ultrapassavam os 2 metros de largura, sempre com pouca luminosidade, úmidos e sujos. Havia uma extensa e complexa rede de escadarias e passagens nos terraços, que possibilitava, inclusive, se atravessar a cidadela de norte à sul e vice-versa sem precisar pôr os pés no chão.

Panorama dos terraços de Kowloon Walled

Os apartamentos e cômodos raramente suplantavam os 25 m². Com isso, os residentes tinham que "se virar" como podiam, aglomerando seus pertences e utensílios nos irrisórios cubículos, isso quando não possuíam animais de estimação.


A população de Kowloon Walled chegou à incríveis 1.255.000 pessoas por km² (!!!). Para se ter uma idéia comparativa, a própria metrópole de Hong Kong possuía densidade de 6.000 pessoas por km².

SIMMMM!!! Havia serviços de correios em Kowloon Walled!!!

Porém, ao contrário do que possa parecer, a maioria absoluta das pessoas mantinham-se idôneas e procuravam viver nas dependências da cidadela de forma honesta e familiar. Os índices de violência eram grandes, mas envolviam os próprios integrantes das tríades e gangues que atuavam em Kowloon. Não era raro, ver famílias inteiras reunidas nos terraços,  e vivendo em integração e harmonia.


A cidade foi finalmente demolida em 1993/1994 após uma decisão mútua por parte das autoridades Chineses e Britânicas, que estavam cada vez mais cientes das extremas e horríveis condições sanitárias e o ambiente de anarquia que existia dentro das muralhas da cidade. 

A decisão final pela demolição foi decretada em Janeiro de 1987.

Foi dispendido cerca de $ 350 milhões de dólares em restituições e compensações aos moradores. Ainda assim muitos residentes se opuseram e foram expulsos à força entre novembro de 1991 e julho de 1992.


Em seu lugar foi erguido o Kowloon Waled City Park, um parque temático e ecológico.


Alguns monumentos foram mantidos, como o edifício Yamen e os restos do portão SUL. Ambos remontando ao tempo do porto de vigilância (1898). 

Bônus C&M

Uma das peculiariedades do turista nos arredores de Kowloon Walled era observar o frenético vai e vém das aeronaves que faziam uso do aeroporto de KAI TAK, ali próximo. 


E justamente por essa proximidade da pista do aeroporto (menos de 1 km!!!) e a cidadela, rendiam imagens espetaculares... 

Não obstante, um dos desenhos (logotipos) alusivos à Kowlonn Walled mostrava um 747 acima dos prédios...:


O vídeo abaixo proporciona uma noção de como as aeronaves tinha que operar à apenas alguns metros dos prédios nos procedimentos de pouso e decolagem... 


OBRIGADO por sua visita... Espero que tenham gostado do teor deste post especial... Até a próxima... TCHAU!!! 

Nenhum comentário: