Destaque da Semana

Destaque da Semana
Venda de camisas de futebol da coleção C&M

sexta-feira, 8 de junho de 2012

2 Coelhos

2 coelhos
(Dois Coelhos)

Trailer

Direção Afonso Poyart.

O diretor Afonso Poyart

Sinopse ... Edgar (Fernando Alves Pinto) encontra-se na mesma situação que a maioria dos brasileiros: espremido entre a criminalidade, que age impunemente, e a maioria do poder público, que só age com o auxilio da corrupção.


Cansado de ser vítima desta situação, ele resolve fazer justiça com as próprias mãos e elabora um plano que colocará os criminosos em rota de colisão com políticos gananciosos.


Na medida que o plano de Edgar é executado, descobrimos pouco a pouco suas reais intenções e sua história, marcada por um terrível acidente e um amor que ele jamais esqueceu. Dois Coelhos é um enigmático suspense de ação onde cada minuto vale mais que todo o passado.

Elenco ... Fernando Alves Pinto, Alessandra Negrini, Aldine Müller, Marat Descartes, Neco Vila Lobos.



BLOG...:

O cinema brasileiro está em franca expansão, e juntamente, em amplo desenvolvimento. Melhoria em histórias, roteiros e filmagens. Finalmente deixamos de lado aquele “fantasma” de que filme brasileiro era sinônimo de safadeza, sexo e “putaria”. Estamos em outro patamar. Exemplos recentes, como “Xingu” nos dão esta certeza.



E “Dois Coelhos” é outro filme que segue a tendência de nova metodologia cinéfila. Ótima história, abordando temas atuais e que seguem no nosso dia-à-dia: Corrupção e violência.


O diretor Afonso Poyart se inspira nos thrillers americanos de ação e injeta esta temática no filme, com muitas explosões, tiros, cenas de ações não muito típicas do cinema brasileiro, mas que na minha opinião, são necessárias. Os atores cumprem muito bem seus papéis, e não prejudicam.


O jovem ator Fernando Alves está ótimo no papel do protagonista Edgar... Thaíde está impecável na pele do motoboy Velinha (Show!).

Fernado Alves: ótimo na pele de Edgar.

O filme consegue te segurar na poltrona, pois seu desenvolvimento segue uma comunicação abstrata, com flash-backs de personagens e situações. É uma grata suspresa. As cenas dos “devaneios” da personagem Júlia (Negrini) são muito bacanas, com a inserção dos bonecos, e lembra automaticamente cenas de Sucker Punch, sobretudo no momento da luta com a  espada samurai.

Cenas psicodélicas de Júlia: "Sucker Punch" na veia...

Existem alguns clichês, lógico, e também uma sensação errônea como em outros filmes de ação do gênero, em que tiros, explosões e ações similares ocorrem nos centros urbanos à bel-prazer e nunca aparece a polícia. Impressionante!... Em uma comparação beeeeemmm clichê: Até nos games (GTA-IV, por exemplo), você dispara um “tirinho” e brotam centenas de policiais, viaturas e helicópetros para te pegar...


Em São Paulo, só no programa P-24 parece que funciona, rsss...

Mas no cômputo geral, o filme é ótimo, e o elenco é fenomenal. O final é meio confuso, e para alguns, será muito difícil entendê-lo. Seria meu único senão, com relação ao enredo. 

O cinema brasileiro tem proporcionado momentos de pleno orgulho!



Até mais tarde! Tchau...

Obrigado pela sua visita...

Nenhum comentário: