Destaque da Semana

Destaque da Semana
Silo Global de Sementes de Svalbard

sexta-feira, 15 de junho de 2012

A Mulher de Preto - "Pitaco" C&M

A mulher de preto
(The Woman in Black)

Sinopse ... O jovem advogado londrino Arthur Kipps (Daniel Radcliffe) é forçado a deixar seu filho de três anos e viajar para a pequena vila de Crythin Gifford para tratar dos assuntos do recentemente falecido dono da Casa Eel Marsh.


Mas quando ele chega à arrepiante mansão, descobre segredos obscuros no passado da cidade.


Sua sensação de mal-estar aumenta quando ele vislumbra uma misteriosa mulher toda vestida de preto...


Direção James Watkins (Sem saída).

Trailer

Elenco ... Daniel Radcliffe, Janet McTeer, Ciarán Hinds, David Burke, Shaun Dooley, Alisa Khazanova, Sidney Johnston, Mary Stockley, Alexia Osborne.


Opinião do
C& M
BLOG...:

A Hammer é famosa (principalmente entre os britânicos) pelas suas produções de terror clássicas nas décadas passadas. E foi com essa expectativa que peguei “A Mulher de Preto” para ver, pois somando-se à isso, pedindo licença ao clichê, queria ver como se saíria o Daniel em outro filme sem a pele do famoso bruxo.

OFF TOPIC: A Hammer Film Productions foi uma companhia cinematográfica britânica, fundada em 1934, célebre por realizar uma série de filmes de terror, entre os anos 1955 e 1979.Seu auge situa-se na década de 1960, quando realizou uma série de filmes sobre Drácula, Frankenstein e múmias. Parte do seu êxito deve-se à participação da companhia de entretenimento norte-americana Warner Brothers, que atuou na distribuição mundial de alguns de seus sucessos. A decadência da produtora iniciou-se em meados dos anos 70, sendo que suas últimas produções datam da década de 1980, com séries de terror para a televisão. E agora, tenta retornar em prduções recentes.

Retornando ao tema principal: O trailer e o material promocional passam ao público muito mais do que o filme realmente é. A história segue um “noir” clássico de histórias de fantasmas britânicas. Ou seja, foge totalmente do cult atual, e segue pelo embasamento mais contido, baseado em sustos rápidos (porém, previsíveis) e muito suspense.


E é muito suspense! A história é boa, porém, se perde no marasmo entre cenas, ao ponto de quase deixarmos passar os tais momentos de sustos.


O filme começa certinho, alimentando-se bem da trama, fica interessante com a chegada do protagonista ao vilarejo com a gélida recepção à Kipp, e a própria mansão Eel Marsh.


Entretanto, a base do filme é tecida em uma maldição nascida nos arredores da mansão e não entendo como tal madição atingiu as pessoas do povoado que nada tinha à ver com o problema. Ora, se for assim, todos estamos sucetíveis à maldições?!!?


De qualquer maneira, o filme se desenrola na visão de Kipp na tentativa de efetuar seu trabalho na mansão assombrada, e termina de uma maneira que, sinceramente, achei muito bizarra. Você não iria sentir a mão de seu filho se desvencilhar da sua, com um trem chegando à estação e depois de ter passado por uma experiência surreal?! Pô, meu filho estaria no meu colo!!!

Esse simpático (e obediente!) cachorrinho para mim foi um dos destaques do filme, até mesmo pela coragem!!! Batia de frente com os fantasmas!!!

Aliás, esse cachorrinho acima, quando apareceu e foi ofertado pelo personagem de Bentley para fazer companhia à Kipp, pensei na hora: -"Coitado do dog, vai pagar o pato!"... Mas não, saiu ileso (o que é raro nestes tipos de filmes)... Bem, não vou escrever mais para não gerar spoiler, ok? Mas fecho este post, ratificando que neste filme, o marketing e trailer são muito mais que o próprio filme.



Nenhum comentário: