Destaque da Semana

Destaque da Semana
Silo Global de Sementes de Svalbard

sexta-feira, 29 de junho de 2012

No Ponto com C&M ... 290612

Edição 29062012

A Mascarello divulgou através de sua página no Facebook algumas imagens de seus últimos ônibus beneficiados e prontos para seguirem aos respectivos clientes. O C&M replica as imagens aqui:


Além disso a Mascarello produz 60 unidades para a cidade de Rio Claro-SP do Modelo GranViaMidi sobre chassi Mercedes 1519...


Abaixo, a participação de ônibus da empresa na Caravana VOLVO:


Fonte e crédito das imagens:


* * * *   **   * * * * 

E no Rio de Janeiro, chegaram mais duas NOVAS composições provenientes da China para o Metrô carioca.  Uma nova composição já se encontrava nas oficinas da companhia e passa atualmene por testes operacionais. As novas composições são modernas e com visual “futurista”. Confiram:



A direção do metrô informa que serão um total de 20 novas composições incorporadas à frota até o final deste ano. Não é a única experiência com trens chineses no RJ. A Supervia também está renovando sua frota, com novos trens chineses:


[BLOG*Vianna] ... O modal ferroviário é extremamente importante em metrópoles. Em conluio com outros modais (BRT’s, VLT’s e BRS’s) podem ser a solução para o crescente problema da mobilidade urbana. Porém, na contra-mão, vem de encontro o terrível problema do vandalismo, fruto da má-conduta e pobre educação de alguns indivíduos dentro da sociedade moderna nos tempos de hoje.

*   *   *   *   ***   *   *   *   *

Os ônibus articulados Mega BRT da Neobus que já circulam no município de Palhoça (SC) comprovam que não apenas as grandes cidades brasileiras podem usufruir de transporte coletivo de qualidade superior. Além de inovador nos aspectos de design, conforto e segurança, o sistema BRT é de fácil aplicação em cidades de médio e pequeno porte, caso específico de Palhoça com cerca de 128 mil habitantes.

Veículo MegaBRT (Neobus) quando na época de testes na cidade

O veículo já marca presença em importantes BRT's de capitais como Curitiba, Goiânia, Porto Alegre, Manaus, Florianópolis, Rio de Janeiro, Santiago (Chile). Hoje estão rodando já na padronização (linda!) da JOTUR (abaixo na foto de autoria de Artur Velter):


*** para ir ao excelente site Busólogos Brasil clique na imagem acima


Ainda este ano, o sistema de transporte coletivo urbano de Palhoça estará integrado ao Sistema de transporte marítimo, que está sendo implantado para facilitar o deslocamento da população. O sistema terá pontos de embarque e desembarque na Ponte do Imaruim, Praia de Fora, Enseada de Brito e Pinheira.

Fonte: segs.com.br

Sistema de transporte marítimo Grande Florianópolis

Aproveitando o “guancho” da notícia anterior... Está em debate a participação do governo de Santa Catarina e dos municípios da Grande Florianópolis no sistema de transporte marítimo. O modelo será mostrado aos prefeitos de Florianópolis, São José e Biguaçu e ao secretário da Infraestrutura de Santa Catarina.





Pelo projeto, cada terminal marítimo terá capacidade para 100 passageiros. As maquetes mostram a proposta de terminais para quatro pontos de Palhoça: Ponte do Imaruim, Barra do Aririú, Praia de Fora e Praia do Sonho. Os prédios terão 450 metros quadrados, apenas o da Praia de Fora será menor, com espaço para 40 pessoas e área de 190 metros quadrados.

Maquetes de Terminais previstos para o transporte maritimo em Palhoça. 
Na imagem acima : Terminal Praia de Fora

Veneza e Amsterdã serviram de inspiração para as estruturas que prevêem ponto de ônibus (convencionais e integração com sistemas BRT's), estacionamento, trapiche, bicicletário, aéreas de gastronomia e espera de passageiros. A ideia é interligar o transporte marítimo a linhas de ônibus expressos (principalmente). Pelo projeto, o trajeto do transporte marítimo em Palhoça terá 25,6 km e ligará a Praia do Sonho à Ponte do Imaruim.


Na proposta, o barco que será usado no sistema é o mesmo que faz a travessia entre as cidades gaúchas de Guaíba e Porto Alegre (imagens abaixo). O modelo já foi experimentado na região metropolitana de Florianópolis em 2011. O projeto da prefeitura de Palhoça prevê a interligação marítima entre os municípios de Florianópolis, São José, Biguaçu e até Governador Celso Ramos.


Os municípios de São José, Florianópolis, Biguaçu e Palhoça deverão definir os pontos dos terminais. Em Florianópolis, é quase certo que ele ficaria nos arredores do Centrosul, bem no Centro da Capital. Em São José, uma das possibilidades é a Beira-Mar do município.


[BLOG*Vianna] ... Por sua característica geográfica, a região metropolitana de Florianópolis necessita ter um modal marítimo. Isso é fato. No verão, principalmente, pela alta temporada e o “inchaço” populacional da região os deslocamentos dentro da ilha ficam muito prejudicados. Na verdade, estou sendo bonzinho, vai... Deslocar-se dentro da ilha é um verdadeiro terror. Além do BRT que será fundamental, a integração com um modal marítimo moderno de alta capacidade é imprescindível.  E convenhamos, a região é proprícia para tal. Na verdade, não sei como isso ainda não foi feito!!!  Agora, pelo que vi no projeto, a travessia seria resumida à região central de Florianópolis e os municípios continentais. Isso é um erro... Abaixo, esmiuço humildemente o que poderia ser implantado na forma marítima, principalmente para parte NORTE da ilha:


Toda a ilha tem que ser integrada aos demais municípìos e outras regiões na própria ilha por mar. Isso tudo com uma boa integração com linhas BRT’s. Seriam soluções mais baratas e muito menos impactantes em relação à problemas com canteiros de obras, frente à uma implantação de um complexo sistema metroviário, por exemplo.

Obrigado pela sua visita e até a próxima!!!

Nenhum comentário: