Destaque da Semana

Destaque da Semana
Venda de camisas de futebol da coleção C&M

segunda-feira, 23 de julho de 2012

TUPI Foot Ball Club-MG

Olá, pessoal... Tudo beleza??? Espero que sim... Ok... Bem, esta 2ª camisa carijó da coleção foi um presente – coisa rara no acervo do C&M – de meu amigo Vitor Lima Gualberto lá de Juiz de Fora, durante uma rápida passagem por estas terras Curitibanas...

TUPI FOOT BALL CLUB


Fundação do Clube
26 de maio de 1912

O Tupi Foot Ball Club foi fundado em 26 de maio de 1912 por vários nomes importantes da cidade de Juiz de Fora. O mais importante foi Antonio Maria Junior, o Carijó, que foi o principal fundador do clube e que iniciou sua história sendo chamado de Tupy Foot-Ball Club. Alguns dos fundadores do clube eram dissidentes daquele que seria futuramente seu maior rival: o Tupynambás Futebol Clube.


INFOBlog
O nome original da equipe (Tupy Foot-Ball Club) vigorou por 30 anos até a mudança para o nome que o time usa até os dias de hoje.


Mascote do Clube
Galo Carijó
A escolha do animal como um dos símbolos do clube ocorreu como forma de homenagear, justamente, o principal fundador da equipe, Antonio Maria Junior, que tinha o apelido de Carijó.


INFOBlog
Um dos times mais imbatíveis que passou pelo Tupi foi o de 1966 comandado pelo técnico Geraldo Magela.

Time do Tupi em formação de 1966

O time foi apelidado de “o fantasma do mineirão”, pois derrotou os 3 principais times da capital, Atlético, América e Cruzeiro na época.


Estádio(s)
Estádio Municipal Radialista Mario Helênio (Helenão)
Capacidade: 40.000 pessoas
Inauguração: 30 de outubro de 1988
Proprietário: Prefeitura Municipal de Juiz de Fora



O Estádio Municipal Radialista Mario Helênio foi batizado originalmente de Estádio Regional, mas teve seu nome alterado em homenagem àquele que foi considerado o maior radialista esportivo da cidade.


O Tupi possui seu próprio estádio: Em 1931 veio a inauguração do estádio do Tupi, o Estádio Dr. Francisco de Salles Oliveira, ou apenas Salles Oliveira.


Fotos do Estádio Salles Oliveira
Autoria: Estevan Mazzuia
Fotos cedidas (ao qual agradeço muito e indicamos!!!) pelo excelente blog:

Na época, o campo da equipe de Juiz de Fora era o maior e mais moderno de toda a Zona da Mata Mineira. Hoje está desativado, e é usado apenas em treinos e jogos de categorias inferiores do clube.


ClÁSSICOS & RIVAIS
É a designação para o Derby que ocorre na cidade de Juiz de Fora entre os times do Tupi e Tupynambás.


Uma curiosidade ocorrida em um clássico TUTU (Tupi x Tupinambás): Campo do Sport, no final dos anos 60... Irritados com a marcação de um gol do TUPI, os jogadores do Baeta resolveram acabar com o jogo. O Davi (centroavante) chutou a bola no juiz, o Carlos Antônio (lateral esquerdo) rasgou a súmula e o jogo acabou, então, em uma grande confusão generalizada.



INFOBlog
Um caso muito curioso ocorrido no Tupi foi com o Jogador Romário, que em 2006 com 40 anos de idade fez um contrato com o galo carijó. O objetivo do jogador era chegar aos mil gols em sua carreira.


Mas infelizmente, o jogador não fez nenhum jogo com a camisa carijó, pois a janela de transferência já tinha fechado.


Ex-presidente Lula (Que também possui algumas camisas em forma de coleção) com sua camisa do Carijó.


***BLOG***
Fiquei muito feliz e surpreso com o presente de meu amigo. Até que é bacana ganhar uma camisa para a coleção em vez de comprar, ehehehe... Mas, brincadeiras à parte, a camisa é elegante, faz uso de um template que está em alta – as riscas/listras finas – e usa o dourado em mescla ao branco tradicional da camisa away do clube. Mas os detalhes são o caso à parte: O selo oficial da Gsport, o patch de campeão brasileiro da série D, a alusão aos 100 anos do clube na parte de trás do colarinho.


A alocação dos patrocínio nos ombros e a falta das charmosas (e sempre funcionais!) bandeirinhas como na camisa titular aqui mesmo do C&M deram o toque de “falta de algo” no projeto. Fora isso, a camisa está bela realmente.

OBRIGADO por sua visita... Até uma próxima!!!

Nenhum comentário: