Destaque da Semana

terça-feira, 29 de maio de 2012

Transoeste-RJ: 2012 - Testes Operacionais

2012: Testes Operacionais

O Camisas & Manias está atualizando alguns de seus posts mais antigos, com notícias e situação de momento (2017) para estes assuntos abordados à época do post. Um exemplo é o assunto deste post.  Na época, o BRT TransOeste estava quase sendo inaugurado, e passava por testes operacionais. As observações e comentários do BLOG atualizadas (2017) estão inseridas entre os conteúdos grifados em verde.

Na manhã de 26/05/2012, uma comissão formada por funcionários da Rio Ônibus e empresários do setor de transportes realizaram uma viagem de teste no BRT (Bus Rapid Transit) na Transoeste, entre a Estação Magarça (Guaratiba) e o terminal Alvorada, na Barra da Tijuca.


Segundo a Secretaria de Transportes o BRT TransOeste começa a operar em fase experimental no dia 29/05/2012 no horário entre 10h e 15h, em intervalos de 15 minutos. O sistema entrará em funcionamento efetivo a partir do dia 4 de junho. Nesta semana e até dia 4 de junho os carros irão parar apenas em 12 estações entre a estação do Magarça e Alvorada. Quando estiver em pleno funcionamento existirão 91 ônibus articulados circulando ou prontos para circular entre Santa cruz e Alvorada.

BLOG (2017): "Vixe", foi um erro grave no início. Não contavam com a enorme demanda de passageiros que migraram ao mesmo tempo para o novo modal e a superlotação e queda na qualidade do serviço foi inevitável. Constatei isso pessoalmente, quando visitei o sistema em outubro de 2012 e fiz viagens "sufocantes" entre o Recreio Shopping e Santa Cruz para testar. Na época o que pude constatar é que ainda havia um "delay" muito grande entre os carros, e também uma falta de estudos e observações do comportamento dos usuários ao longos das estações.  Mas, no Terminal Alvorada isso se fazia mais presente: Ao embarcar do terminal para o Recreio Shopping pude constatar que havia uma aglomeração muito grande (mesmo!) de usuários aguardando os Expressos e os paradores saíam vazios. Além disso, as filas assumiam uma papel de "funil" pois muitos usuários do expresso queriam viajar somente sentados e iam se aglomerando à frente das filas, impedindo quem queria embarcar de chegar nos ônibus, que saim somente com 50% da lotação. Mas isso foi sendo adequado e atualizado, com inserção de novos parâmetros e também aumento de horários, carros e introdução de ônibus maiores (270 passageiros).


Na próxima semana uma equipe de técnicos de Curitiba, onde já funciona o sistema BRT há bastante tempo, virá para dar treinamento aos funcionários das empresas que participam do consórcio.

Vídeo : Inauguração da Estação BRT Magarça que aconteceu dia 08/11/2011. Vídeo Institucional da Sanerio, empresa que está construindo a Transoeste, uma das obras mais importantes do Rio de Janeiro para as Olímpiadas 2016. Estiveram presente no cerimônia de inauguração os representantes do Comitê Olímpico Internacional ,o presidente do COB (Comitê Olímpico Brasileiro) e do COL (Comitê Organizador Local), Carlos Arthur Nuzman e o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes.

Com relação às linhas que atualmente servem a região, os usuários poderão ficar tranquilos, pois mesmo após a inauguração do sistema, haverá uma fase de transição, e essas linhas convencionais continuarão circulando por algum tempo ainda não definido, para que todos se habituem ao novo transporte.

Além dos modelos VIALE-BRT da Marcopolo, a frota também é composta por modelos MEGA-BRT da Neobus. Todos na configuração articulados. O Rio de Janeiro operou por muito tempo com ônibus articulados na extinta CTC na linha 261-Praça XV <> Marechal Hermes

Atualmente, operam cerca de 250 ônibus convencionais circulando pela região da abrangência do TransOeste. Com a inauguração do BRT, estes ônibus passarão a ser apenas "alimentadores", levando os passageiros dos bairros até as estações do BRT. Assim, com a gradual diminuição da quantidade de ônibus circulando nas ruas, a tendência é de haver uma melhora substancial também do trânsito.


Todos os ônibus que compõem o BRT usam combustível sustentável, têm ar-condicionado e aparelhos de TV, com programação especial, com conteúdo de serviços. Em cada estação, haverá monitores de TV, onde será informada a previsão para o tempo de chegada até a próxima estação.

BLOG (2017): O conforto das instalações do sistema BRT são mesmo incontestáveis. As estações foram projetadas para dispor ao usuário o conforto necessário para aguardar seu ônibus. Bancos, TV's de LED com horários, máquinas de refrigerante, local fechado para proteção contra chuvas e ventos. Entretanto, em alguns corredores esses mobiliários são constantemente alvos de vândalos.  As estações dispostas ao longo da Av. Edgard Romero e na Av. Cesário de Melo são as mais atacadas. Outras em pontos distintos também são alvos, vez ou outra. 


Há câmeras ao longo de todo o trajeto. Algumas estações ficam distantes (em média) cerca de 500 metros uma da outra. 

Serão dois modais de linhas na Transoeste: uma expressa, que irá parar em apenas algumas estações, consideradas de maior movimento; e uma do tipo parador, que passará por todas as estações. 

Nos horários de pico, a pretensão é ter ônibus partindo a cada dois minutos, para evitar a superlotação no sistema.


A segurança nas estações não foi esquecida. Haverá um policial de plantão em cada estação e 24 horas no Centro de Controle Operacional (CCO) do BRT Transoste, no Terminal Alvorada, uma equipe cuidará do sistema monitorando todo o percurso.

BLOG (2017): SQN.  A Segurança no sistema hoje se mostra como um dos problemas mais graves no consórcio BRT. Tanto no TransOeste como TransCarioca e TransOlímpica os relatos de assaltos constantes, agressões nos interiores de ônibus e estações, o vandalismo recorrente é muito presente. Os seguranças (quando há) são poucos e não dão conta dos problemas. Recentemente, passageiros no interior da Estação Campinho foram alvos de um suposto policial (louco,né?) que passou de carro ao lado atirando à esmo para dentro do módulo. Ônibus são apedrejados e vandalizados semanalmente. Esse é um grande desafio à ser vencido.


O engenheiro responsável pela equipe que cuidará do funcionamento do BRT Transoeste, Alexandre Castro, afirmou que do CCO será possível monitorar a demanda em todos os momentos do dia, aumentando ou diminuindo a frota em circulação de acordo com a necessidade. Segundo ele, a Rio Ônibus já está realizando treinamentos, simulando casos de quebras de veículos no corredor expresso.

BLOG (2017): Com relação à esse quesito, desde o início parece que tudo funciona como deveria. Tempo de resposta é eficiente e rápido para quebras, defeitos ou acidentes envolvendo os ônibus nos corredores.


Em caso de um veículo quebrar no corredor, é estipulado um prazo de seis minutos para que o primeiro atendimento seja feito por nossa equipe. Mas o principal é que há áreas de escape, para que outro ônibus possa chegar ao local, efetuar o recolhimento/transferência dos passageiros pelas portas auxiliares e seguir viagem a cada um quilômetro.


A promessa da Secretaria Municipal de Transportes é que, ainda em junho, 31 das 59 estações estejam funcionando. Entretanto, várias estações ainda não estão prontas, com algumas ainda iniciando as obras no trecho entre Santa Cruz e Campo Grande, além que os retornos em Guaratiba apenas começaram as obras também esta semana.

BLOG (2017): Realmente a libração de todo o trecho da TransOeste se deu gradualmente e dentro de um período razoável.  O eixo Campo Grande <> Santa Cruz também foi inserido e aberto ao público, mas é um corredor problemático, devido à grande concentração de pessoas (Conjuntos Cezarão), altíssima evasão de tarifária (calotes) e também pelas comunidades existentes no trecho - que são extremamente perigosas. Tanto que no período, estações já foram queimadas, sendo uma delas fechada em definitivo, e outra temporariamente, ônibus também já foram queimados em protestos de moradores da região. Mas daí, já é problema de cunho social. Mas que infelizmente atinge o transporte. No início das operações, foram computados problemas graves com superlotação do sistema e também intervalos inconsistentes de carros nas linhas, que aos poucos foram ajustados, com criações de mais linhas expressas, diretas e readequação de horários X demanda. Outra coisa que auxiliou bastante, foi a inserção no sistema de ônibus bi-articulados para 270 passageiros.


Com informações e imagens de:





Obrigado pela sua visita e até a próxima! E lembre-se...

Nenhum comentário: