Destaque da Semana

Destaque da Semana
Silo Global de Sementes de Svalbard

quinta-feira, 31 de maio de 2012

SH02: O Jogo das Sombras

Sherlock Holmes 2:
O jogo das sombras
(Sherlock Holmes: A game of shadows)

Rápida Sinopse ...: Desta vez Sherlock Holmes enfrenta um verdadeiro gênio do crime (e seu arqui-inimigo - Professor Moriarty. Igual a Holmes, intelectualmente, mas com sua capacidade para o mal, aliada a uma completa falta de consciência, podem realmente dar-lhe uma vantagem sobre o famoso detetive.


Quando o príncipe herdeiro da Áustria é encontrado morto, a prova, interpretada pelo Inspetor Lestrade, aponta para suicídio. Mas Sherlock Holmes deduz que o príncipe tenha sido vítima de um assassinato – um assassinato que é apenas uma peça de um quebra-cabeça maior e muito mais portentoso, desenhado pelo professor Moriarty.


Misturando negócios com prazer, Holmes segue as pistas até um clube subterrâneo, onde ele e seu irmão, Mycroft Holmes estão brindando a última noite de solteiro do Dr. Watson. É lá que Holmes encontra Sim, uma cartomante cigana, que vê mais do que diz e cujo o envolvimento inconsciente no assassinato do príncipe faz com que ela seja o próximo alvo do assassino. Holmes consegue salvar sua vida e ela, com relutância, concorda em ajudá-lo em troca.


A investigação torna-se cada vez mais perigosa a medida que leva Holmes, Watson e Sim através do continente, da Inglaterra para a França, depois para a Alemanha e, finalmente, para a Suíça. Mas o astuto Moriarty está sempre um passo à frente e constroí uma teia de morte e destruição - tudo parte de um plano maior que, se bem sucedido, irá mudar o curso da história.


Trailer

Direção …: Guy Ritchie.


Elenco ...: Robert Downey Jr., Jude Law, Noomi Rapace, Rachel McAdams, Jared Harris, Stephen Fry, Paul Anderson, Kelly Reilly, Geraldine James, Eddie Marsan, William Houston, Wolf Kahler, entre outros.


Opinião do
C& M
BLOG...:

Continuação do bom filme sobre o famoso detetive inglês, este "o jogo das sombras" veio à altura. Muito embora, deixemos bem claro, este enredo não se encontra nos livros de Sir Arthur Conan Doyle. Nos primeiros dez minutos nós tentamos nos adaptar e buscar o “fio da meada” para entender a história. Mas aos poucos vamos encaixando os argumentos e logo já estamos interagindo com Sherlock e Watson.


Os ótimos diálogos "escarniosos" entre os dois, que foram destaque na primeira versão, continuam neste segundo filme, e ainda mais carregados de humor negro. Inclusive, com base na imensa repercussão no filme anterior sobre a amizade entre o médico e o investigador que beirou à uma... digamos... "quase relacionamento", foi tênuemente tocado aqui, com leves colocações sobre o assunto, e inclusive deram um jeito de “casar” Watson para pôr em terra essas calúnias cinéfilas (risos).

Em jogo das Sombras, Watson casa-se

O irmão de Holmes (Mycroft Holmes) aparece neste filme, e onde inclusive descobrimos que Holmes é carinhosamente conhecido pelo apelido de “Sherly”. Aliás, que figura! Em alguns momentos, rendem animadas cenas.


No primeiro filme, é muito abordado a forma intuitiva de Holmes por meio de famosas cenas em “Slowmotion” quando o detetive analisa cenas e chega às famosas conclusões dedutivas pelo qual é conhecido.


Já neste segundo filme, introduziram uma forma neste quesito que não me agradou muito, pois em algumas cenas fazem o detetive parecer um “vidente”, adivinhando os passos em algumas situações ou de seus adversários. E Holmes é "dedutivo" e não vidente. Isso não ficou muito legal...


A história é coesa, bacana, envolvente. Não percam: A sequência da cavalgada do grupo de Sherlock entre a França e Alemanha, e a espetacular fuga dos protagonistas em meio a um bombardeio numa floresta. Espetacular. Os minutos finais com o desafio de xadrez entre Holmes e Moriarty é épico, que se encerra com a famosa parte da queda dos dois, na cachoeira de Reichembach, onde no original os dois personagem hipoteticamente caem para a morte.

Castelo nos Alpes Suiços, onde se desenrolam as cenas finais do filme

Isso porque em várias obras (e aqui no filme <spoiler>, com Holmes nas cenas finais) tanto Holmes como Moriarty ressurgem para novas aventuras (***). O filme possui uma fotografia maravilhosa, com trabalho em cenários londrinos perfeitos e detalhistas. Uma ótima continuação, sem dúvida. E provavelmente, teremos mais filmes para a sequência.

(***) Apesar do grande sucesso de sua obra, Conan Doyle não gostava de escrever histórias para Sherlock Holmes pois considerava o romance policial literatura de segunda classe e, na verdade, esse tipo de história só passou a ser respeitado após o sucesso de seu personagem. Ao lado, a ilustração original de como seria o professor Moriarty.

Conan Doyle preferia escrever o que considerava literatura de qualidade (o único livro medianamente famoso é O Mundo Perdido) e chegou a matar Sherlock Holmes, tendo que ressuscitá-lo devido à enorme quantidade de cartas que recebeu de fãs pedindo mais histórias (e, suspeita-se, porque precisava de dinheiro). 

Em novembro de 1891, ele escreveu para sua mãe: "Acho que vou assassinar Holmes… e lhe dar fim de uma vez por todas. Ele priva minha mente de coisas melhores."

Ilustração original da luta na cachoeira de Reichembach

Obrigado pela sua visita...

Nenhum comentário: